Quarta Parede

Blog de reflexão sobre teatro e dramaturgia.

Archive for the ‘Associação’ Category

Apresentação do projeto do "CENA" – Sindicato dos Profissionais do Espetáculo e do Audiovisual – no Porto

leave a comment »

 

A apresentação do projeto do "CENA" – Sindicato dos Profissionais do Espetáculo e do Audiovisual, terá lugar no Porto, segunda-feira, dia 4 de Julho, pelas 18h na ACE – Academia Contemporânea do Espetáculo, na Praceta Coronel Pacheco

Em Lisboa haverá uma reunião de trabalho para a organização do CENA e para dividir tarefas no domingo, 3 de Julho, pelas 18h, no Sindicato dos Músicos, na Av. D.Carlos I, n.º 72-2.º

Mais informação e preenchimento da ficha de pré-inscrição: www.intermitentes.org

Written by Jorge

Junho 29, 2011 at 8:34 am

Publicado em Anúncio, Associação

As Espingardas da Senhora Carrar, de Bertolt Brecht

leave a comment »

Durante a Guerra Civil espanhola, uma família de pescadores luta pela sua sobrevivência, mas também pela sua honra.
Mãe Carrar procura proteger os filhos, impedindo-os de lutar mesmo contra os generais fascistas de Franco.
Não lhe falta coragem nem força, pretende apenas a neutralidade que a seus olhos evitará o derramamento de sangue. Apesar do Medo e da crítica de todos os que a rodeiam.
A guerra não a deixa em paz e traz-lhe injustamente a morte do filho mais velho, lançado à pesca pela mãe, na tentativa frustada de o afastar do conflito.
Ao sofrimento ninguém pode fechar os olhos e Mãe Carrar envolve-se, entrega as armas que havia escondido ao esforço da guerrilha, juntando-se à resistência juntamente com o seu filho mais novo.
Esta é uma história sobre o Medo e a Coragem, a Injustiça, o Amor e a procura da Liberdade, onde a realidade se estilhaça e a Verdade e a Honra não são fáceis de definir a preto e branco, cobertas pelo nevoeiro do mar e das bombas.
“As Espingardas da Senhora Carrar” de Bertolt Brecht, com encenação de António Durães.
De 30 de Junho a 24 de Julho de 2010, de quarta a sábado, pelas 22 horas.
(excepto 7 e 8 de Julho)
Apresentação extra domingo, 11 de Julho de 2010
Local: Oficina 1, Cace Cultural do Porto (antiga central eléctrica do freixo, Rua do Freixo 1071, estacionamento gratuito)
Informações e Reservas
Telf: 918626345 ou 937017575
mail: teatroensaio@gmail.com

Written by Jorge

Julho 1, 2010 at 2:11 pm

Publicado em Associação, Evento

Malacorpo, Criação colectiva

leave a comment »

“MALACORPO” é uma exploração encantatória dos objectos. Partindo do mundo da infância, do imaginário e da disponibilidade das crianças para se abrirem e moldarem ao mundo que as rodeia, mergulhamos num tempo em que o nosso corpo e a nossa mente eram flexíveis e se deixavam arrebatar pelos objectos e pelas experiências sentidas. Deste modo podemos ir ao fundo do corpo e descobrir as forças visíveis e invisíveis que o fazem mover, compreendendo como é que ele pode ser um objecto que expressa tantas emoções, tantas ideias, tantas histórias.
MALACORPO (primeiro momento)
19 MARÇO
21h30
Teatro Helena Sá e Costa
Rua da Alegria, 503 (entrada pela Rua da Escola Normal, 39)
Leia o resto deste artigo »

Written by Jorge

Março 18, 2010 at 4:14 pm

Publicado em Associação, Evento

O Escadote, de Jaime Salazar Sampaio

leave a comment »

O Escadote é uma peça sobre duas pessoas que se permitem parar no tempo para observar o mundo. Confrontam-se com a realidade que, tanto em cima como em baixo do escadote, não difere. É uma peça sobre a comunicação e o silêncio: a que se faz de si para si mesmo, a verdadeira; e quando deixamos o som da respiração ocupar lugar, encontramo-nos.Fala do paradoxo do olhar: por muito que olhemos não quer dizer que apreendamos o universo. Trata de ver com os olhos o que não pode ser visto dessa maneira. Muitas vezes, olhamos mas, não estamos a ver e, assim, percebemos que estávamos a olhar mas não estávamos a perceber. Quando fechamos os olhos e olhamos para nós e vemos as nossas paisagens surpreendemo-nos por elas serem tão parecidas, quer estejamos em cima ou em baixo do escadote.
Estúdio Latino
Produção: Tenda de Saias
17 a 21 de Março 21h45
espectáculo inserido na Variação da Cultura

criação colectiva
texto: Jaime Salazar Sampaio
interpretação: Xana Miranda e Tânia Dinis

Written by Jorge

Março 16, 2010 at 4:29 pm

Publicado em Associação, Evento

750 assistiram a «Variação da Cultura» em Fevereiro

with one comment

Cerca de 750 espectadores assistiram, durante o mês de Fevereiro, às 15 representações que o grupo «Variação da Cultura» promoveu na Sala – Estúdio Latino do Teatro Sá da Bandeira, no Porto, disse esta quarta-feira fonte deste colectivo teatral.

Ricardo Alves admitiu, no entanto, que o balanço de primeiro mês de actividade da «Variação da Cultura» ficou aquém do desejado.

«Esperávamos mais público, o número de espectadores foi baixo», disse.

Diário Digital

Written by Jorge

Março 10, 2010 at 2:29 pm

Publicado em Associação, Recortes

Variação de Cultura

leave a comment »

Já está a funcionar a Variação de Cultura no Teatro Latino.

O programa de actividades pode ser consultado aqui: http://variacaodacultura.blogspot.com

Written by Jorge

Março 8, 2010 at 11:39 am

Publicado em Associação

ALAN, a partir de Tom Waits

leave a comment »


Um homem de chapéu escreve. Um outro observa. A puta dança pela sala fazendo soar o seu corpo contra os objectos. Um isqueiro que não funciona. As pernas da mulher alta movem-se muito lentamente. Os sapatos são vermelhos. Ela está em cima da mesa. Ele olha-a sorrindo. Ela despe-se e chora. Um homem toma conta de outro homem. O rapaz não consegue olhar em frente. Dois cães ladram e acasalam. Três pessoas paradas, quase imóveis. Outras três, muito bêbedas, procuram acertar o passo. Uma voz dentro de um copo vazio. Alguém ameaça matar-se. Alguém acaba por morrer. Alguém morto deambula pelos lugares. Alguém vivo espera como se estivesse morto. As canções de embalar ao ouvido do atormentado. Ela sabe bem o que quer. Ele não consegue dizer o que sente. Os objectos, os vestidos, os cigarros e o vinho. A cadeira vazia. A boca sem voz. Os pequenos passos descalços. O som das moedas no chão. As memórias que se encontram nos bolsos. O inferno por cima. Deus por baixo.

O universo de Tom Waits – as suas músicas, as suas palavras e, acima de tudo, as suas personagens – é o ponto de partida para o espectáculo que o TUP agora leva a cena. Alimentados pelo génio inconfundível de Waits, vertemos as nossas próprias histórias na construção de um trabalho que, não sendo um tributo ao músico, é uma visão dos seus fantasmas, dos locais que habitam e das suas emoções.
 
De 17 a 28 de Fevereiro às 22h, na Fundação José Rodrigues Leia o resto deste artigo »

Written by Jorge

Fevereiro 17, 2010 at 2:59 pm

Publicado em Associação, Evento