Quarta Parede

Blog de reflexão sobre teatro e dramaturgia.

Direcção-Geral das Artes financia 194 dos 260 agentes culturais que concorreram aos apoios sustentados

leave a comment »

Jorge Barreto Xavier, o director-geral das Artes, diz que há “equilíbrio a nível nacional” na distribuição dos apoios sustentados para o quadriénio 2009-2012 e “dois ajustamentos mais evidentes” – “um acréscimo [do valor médio por entidade apoiada] no Norte e uma redução no Algarve” -, mas é preciso percorrer as tabelas do teatro, da dança e dos cruzamentos disciplinares até à 11.ª (Seiva Trupe), à 9.ª (Núcleo de Experimentação Coreográfica) ou à 7.ª (Theatro Circo) posições, respectivamente, para encontrar uma estrutura da Região Norte.
A Direcção-Geral das Artes disponibilizou um total de 19,45 milhões de euros para os apoios directos nas áreas de artes plásticas e fotografia, dança, música, teatro e cruzamentos disciplinares.
Os 260 agentes que concorreram aos programas começaram ontem a ser notificados, mas os resultados ainda não são definitivos, nem foram oficialmente divulgados: os candidatos têm agora dez dias para aceitar ou contestar as classificações dos júris das várias áreas artísticas, que deixaram de fora 66 estruturas.
Como habitualmente, o teatro é a área mais financiada, com um total de 76 estruturas apoiadas e montantes que variam entre os 625 mil euros atribuídos ao Teatro da Cornucópia e os 39 mil euros do colectivo A Bruxa Teatro, do Alentejo.
Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região dominante, ocupando os sete primeiros lugares da classificação: a seguir ao Teatro da Cornucópia, as estruturas mais pontuadas são o Teatro Aberto, a Companhia de Teatro de Almada, os Artistas Unidos, o Bando, o Teatro Experimental de Cascais e a Comuna. Na dança, a Companhia Paulo Ribeiro recebe o montante mais elevado (149 mil euros), seguida pela Companhia de Dança de Évora e O Rumo do Fumo.
Na área dos cruzamentos artísticos, foram apoiados 27 projectos. O Teatro Viriato (404 mil euros), a ACERT de Tondela e O Espaço do Tempo, de Montemor-o-Novo, recebem os apoios mais substanciais.
A DGA apoiará ainda, através de um programa de acordos tripartidos que envolve as autarquias, cinco outras estruturas.

Público

Anúncios

Written by Jorge

Fevereiro 27, 2009 às 10:35 am

Publicado em Recortes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: