Quarta Parede

Blog de reflexão sobre teatro e dramaturgia.

Citemor regressa com Angélica Liddell

leave a comment »

Citemor regressa com Angélica Liddell
Américo Sarmento

A 30.ª edição do Citemor decorre, em Montemor-o-Velho, de 25 deste mês a 16 de Agosto. Apesar de ser o mais antigo festival de teatro em Portugal, há muito que o evento aposta também na divulgação de outras artes.

A criação em residência volta a ser uma verdadeira imagem de marca do certame. Montemor-o-Velho volta a receber um festival que é uma referência para o teatro, com uma organização que leva àquela vila do Baixo Mondego produções internacionais de artistas ligados às correntes mais experimentalistas das artes cénicas.

Muitas dessas produções são criadas em residência, com os autores e intérpretes a passarem temporadas na vila, vindo a resultar em estreias absolutas durante o festival.

Alguns desses espectáculos ocorrem em lugares pouco habituais, como casas devolutas ou armazéns abandonados, numa procura constante de novos cenários, de novos palcos, para o evento.

A 30.ª edição abre com uma performance de Angélica Liddell, uma controversa criadora espanhola, que também esteve presente na edição de 2007 do Citemor. Desta feita, Angélica Liddell estreia em Portugal o espectáculo “Boxeo para células y planetas “, que vai ser apresentado na Biblioteca da vila, de 25 a 27 deste mês.

Angélica Liddell, pseudónimo de Angélica González (nascida na Catalunha, em 1966) é produtora, encenadora, actriz, escritora, poetisa e dramaturga, além de criadora da companhia Atra Bilis Teatro, juntamente com Gumersindo Puche. É licenciada em Psicologia e Arte Dramática. A sua obra compreende narrativa, poesia e acções, além de textos teatrais, dos quais 13 foram já encenados em Espanha, Brasil, Colômbia, Bolívia, Alemanha, Chile e República Checa.

A 2 e 3 de Agosto, o evento acolhe a primeira criação em residência da 30.ª edição, com “Babel”, pelos Artistas Unidos/Det Apne Teater.

O grupo espanhol Lengua Blanca é outra das companhias que criaram a sua obra – “En las pistas de hielo” – expressamente para o Citemor. Um espectáculo que terá estreia a 6 de Agosto, na Praça do Município.

Os artistas David Marques, com “Motor de busca”, e Carlos Fernandez, com “10.000 años”, estreiam também performances criadas em residência em Montemor-o-Velho.

O programa, além de outros espectáculos, prevê um ciclo de cinema e dois momentos musicais, por Rocky Marsiano e por DJ Ride, a encerrar o festival, a 16 de Agosto, no cenário medieval do Castelo de Montemor-o-Velho.

JN

Anúncios

Written by Jorge

Julho 7, 2008 às 5:12 pm

Publicado em Festival, Recortes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: